domingo

Soube que você vai se casar...


Soube que você vai se casar, acho que dessa vez você encontrou o amor da sua vida. Me lembro do tempo de quando éramos amigos, de quando ríamos de tudo, das nossas brincadeiras, das noites que passávamos acordados sem conversar nada, envolvidos pelo silêncio da noite, admirando a beleza intensa da lua e as estrelas ao seu redor. Lembro também de quando fizemos o nosso primeiro almoço juntos e que de tudo que fizemos nada saiu, a não ser uma gororoba que nos vemos obrigados a comer e rimos depois por aquilo estar completamente horrível. Ah, não posso me esquecer da correntinha que me deu com a intensão de que se um dia você fosse embora, eu poder olhar para ela e lembrar de ti (e eu ainda à tenho até hoje). Lembro da surpresa que lhe fiz no dia do seu aniversário e que você chorou rios, porque havia acreditado fielmente que eu tinha esquecido e depois no fim lhe preparo uma surpresa daquelas sem que você ao menos desconfiasse.

Lembranças, lembranças... Elas insistem em ficar, em me fazer chorar, em abrir mais ainda a ferida... Insiste em me fazer arrepender mais ainda por ter permitido isso. Nossa amizade era pura, era sincera, era linda e muito especial para mim, tão especial que acabou se tornando um outro tipo de sentimento, um sentimento mais forte. Eu me apaixonei por você, comecei a lhe amar de outra forma... E então nossa amizade que parecia sólida se desmoronou diante da sua incompreensão, fazendo com você me abandonasse.

Muito tempo se passou depois disso e nós nos encontramos de frente outra vez. Você estava linda, brilhante, apaixonante como sempre. Nos esbarramos e você me olhou por inteiro, me reconheceu mesmo depois de tanto tempo, mas me ignorou e você nem imagina o quanto isso doeu em mim. Depois de você eu perdi meu nexo e isso foi gota que faltava para a minha profunda depressão.

Hoje estou morto, não fisicamente, mas de alma. Sou um corpo oco, sem vida, sem alma, sem sentido... Quem observa do lado de fora, julga isso como frescura... Eles não fazem ideia do quanto isso doeu em mim, do quanto isso dói. Ser rejeitado por amar, não precisava de ser recíproco, mas também não precisava ser rejeitado, não precisava ser assim. Estou ligado no automático agora e a única coisa que me mantem "vivo" até hoje é a arte de escrever, porque tentar tampar ou até mesmo cicatrizar a ferida é dar murro em ponta de faca, a minha ferida esguicha e não há nada que lhe feche...

Soube que você vai se casar, eu sinceramente espero que ele seja o seu verdadeiro amor e que você seja o mesmo para ele, que seja recíproco o sentimento. Porque ao contrário do imaginam, eu não lhe desejo nada de ruim, muito pelo contrário, lhe desejo a mais sincera felicidade, assim como foi o meu amor por você... Que foi sincero e verdadeiro um dia...

Luiz Claudio
Texto de minha autoria e feito sob o som de I found a Boy - Adele

5 comentários:

XANDA GAUCHA disse...

Ai to sem palavras,somente posso dizer que foi profundo,lindo e quase chorei.
Muito intenso,mil bjocas e não some mais.
Alexandra
Magiasbook.

Gessy disse...

ô vida, vida...
No fim só podemos desejar a felicidade do outro. E o mais importante continuar procurando pela nossa própria felicidade, embora muitas vezes ela não esteja em outra pessoa...

PauloSilva disse...

Embora o nosso amor permaneça temos que saber aceitar quando perdemos a pessoa a quem ele pertence.. Ao menos que ela seja feliz!
Um abraço.

Paulo Vasco Pereira disse...

Também eu já vivi esta história. Infelizmente, outras virão! Mas se a amizade se dissipou é porque não era real: a fragilidade dos laços.
Força e "em frente".
Abraço.

Suu Munizz disse...

Nossa!dor de amor é realmente muito difícil,quando o sentimento não é correspondido nos perdemos,ficamos sem saber aonde ir e o que fazer,ocorre uma confusão nos sentimentos e dependendo da situação a vida nunca mais é a mesma.
Escrever é incrível,porque nos consola,nos faz tirar parte das dores de dentro do peito.
lindo blog,adorei passar por aqui.
abraço,=)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...