domingo

Amor, meu amor


Sabe, esses dias eu parei para rever tudo o que passei e fazendo uma analise, eu vi que te encontrei de uma forma tão estranha, por algo, que até então, não significava absolutamente nada. Mas ai você me provou o contrário. Eu te encontrei, encontrei quem eu sempre procurava e no lugar que eu nunca imaginara que seria. 

A cada dia que passa eu tenho certeza disso que eu sinto, eu tenho cada vez mais certeza de que eu te amo. Confesso que muitas vezes eu me sinto um bobão por isso, por ainda tudo ser assim como é e eu estar disposto a tanto, mas estou aprendendo com você a ter paciência. E você vem me ensinando tantas coisas...


Eu já imaginei e ainda imagino tantas coisas para nós, sobre nós, sabe? E eu me agarro a isso como uma criança se agarra ao seu ursinho, de corpo e alma, de unhas e dentes, porque é a única coisa que ela tem. E me dói tanto o peito, o estômago, a mente, meu corpo todo, minha alma, quando lembro que não o tenho... Caio em uma leve depressão por isso! Mas ai eu lembro do bem que você me faz, da paz que me transmite, dos momentos que me arranca o sorriso sem muito esforço e volto novamente a me agarrar a isso, de todas as formas e muitas vezes durmo com isso.

Eu queria poder não depender tanto disso, sabe? Poder ser um pouco mais independente de você, porque há sempre algo que me diz que não vai passar disso, eu tento não ficar esperando tanto, mas eu não tenho nada a perder e eu não consigo. Eu fico sempre em cima do muro esperando que um lado me puxe.





Bem minha cara fazer isso.

Eu sinto tanta carência do seu abraço, sendo que nunca tive a graça de ter. Sonho todas as noites em poder ir dormir ouvindo sua voz e acordar de manhã te ouvindo me falar "bom dia, meu amor". Sinto tanta vontade de saber como é teu cheiro... E eu tenho tão pouco de você. Vontades que posso ter ou nunca ter, não sei e não quero saber, não disso. Essas coisas ultimamente andam me machucando e estou procurando evitar isso, mesmo sabendo que certas coisas não mudam. 


"Se me perguntassem em que lugar eu quero morar eu com certeza diria que é dentro do teu abraço. Tenho certeza que não existe lugar mais confortável, quente, cheiroso e acolhedor. E eu me sinto seguro, em paz, protegido, sem medo."





"(…) Mas eu odeio principalmente, não conseguir te odiar. Nem um pouco, nem mesmo por um segundo, nem mesmo só por te odiar."


Peço-lhe perdão por ser tão chato, boboca, estressante e tudo mais possível, mas é meu jeito, é de mim isso, toda essa insegurança e esse medo de ser insuficiente, porque penso todo dia que vou te "perder" e de certa forma, pensando assim, eu estaria um pouco preparado para isso, mas na verdade não vai ter pensamento ou ações que me faça estar preparado para essa dor, mas isso não vem ao caso.

"Eu te amo porque no meu coração coube mais um espaço - que nem eu mesmo imaginara que houvera. Eu te amo pelos limites que meu corpo flutua quando pensa em você - Itália, Nova Zelândia, Irã, Russia, debaixo do rio danúbio, em cima de alguma nuvem no sudoeste africano, e assim por diante. Eu te amo porque meus livros favoritos perderam o significado e o amor neles me parece pequeno, ínfimo e abstrato. Porque se eu choro, logo depois eu rio. Porque se eu caio, logo depois eu soergo e continuo a caminhar. Porque você é como um paraíso para o qual eu estou tentando ir - mesmo que para isso seja preciso morrer, morrer… por você."


Confesso que escrevo isso com lágrimas nos olhos que insistem em cair, não sei definir o que seja isso, se é alegria por te amar ou tristeza por não te ter. Creio eu, que tudo isso se mistura e se transforma nelas, mas não repara essa bobagem minha não, isso também é de mim. Só te peço, que se tiver que ser mesmo, que seja, não nos poupe disso e nem me engane.


Hoje não existe mais nada que não me faça lembrar de você, que não me faça querer você por perto, tudo e qualquer coisa me faz lembrar de você... Confesso que tem horas que fico puto com isso, porque não tenho "paz"! Olho para o lado, vejo algo que me lembra algo que você gosta que me leva a lembrar de você. Vou a um lugar, lembro do quão seria bom ter alguém ali comigo e isso me faz lembrar de você que seria a pessoa ideal para estar ali comigo. Não tenho mais para onde fugir, sabe? Você me tomou por inteiro. Hoje eu vou dormir pensando em você, algumas vezes tenho a graça de sonhar com você, acordo pensando em você e assim vou vivendo. Hoje, eu vivo na esperança de que algum dia, tudo o que sonho e tenho vontade, possa ser concreto e real.


Agradeço a você por ter me ensinado muita coisa, aprendi o que deveria estar sabendo a muito tempo, você me abriu os olhos para certas coisas que eu nunca ia conseguir abrir-los só. Obrigado por ter, mesmo que assim, entrado na minha vida e ter tido a paciência que eu precisava que tivessem comigo. Como você dizia, além de meu amor, você é meu melhor amigo. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...