sábado

Terra do Nunca


Resolvi fugir de casa para sempre amém.
Acordei e pus a mochila nas costas. Dentro dela, uma lata de ervilhas, uma maçã e um livro. Destino? Não.
Nada importa agora; nem pessoas, nem casa e nem comida. Serei anti social até o pôr do sol. Sei caminhar até o portão de casa. Depois disso, a estrada é completamente desconhecida.
Na cozinha, encontrei minha mãe.
- Vou fugir de casa para sempre – disse.
- Quando voltar toque a campainha, meu filho.
No caminho até a porta, perguntei-me qual parte do “para sempre” ela não compreendera. Passei do portão, enfim. A chuva começou. Com ela, os trovões. Com eles, meu medo.
Virei-me e hesitei por exatos três segundos em apertar a campainha. Meu lado racional insistia em não fazê-lo, mas como sempre foi vencido pela emoção. Ouvi o barulho do portão sendo destravado e corri imediatamente para os braços de minha mãe.
- Eu estava fugindo para a Terra do Nunca, mãe.

Henrique de Paiva Resende


Quando eu li esse texto, logo de primeira impressão, eu achei engraçado, porque em tudo tento encontrar humor e divertir com o tal. Mas depois que o li novamente, achei de certa forma um pouco triste, porque me vi em alguns pontos, pontos esse que no momento em que faltou coragem no personagem com continuar na sua fuga, falta coragem em mim para correr atrás do que almejo, e isso é triste sim. Ir em busca da Terra do Nunca não é algo impossível, talvez seja, mas aos olhos de quem não sonha ou não sabe sonhar. Cada um tem pra si um tipo de "Terra do Nunca", basta acreditar e ir. É estranho eu falar isso, justo eu que não tenho coragem, mas é a verdade.

2 comentários:

Luna Sanchez disse...

Eu achei o texto denso, fala em desapego, em força e até em morte, dependendo do prisma.

Gostei.

=*

Gessy disse...

Todos (ou quase todos) já tiveram um plano de fuga na infância, e por que não na adolescência...
Terra do Nunca é um tanto quanto controverso, poderia ser Terra dos Sonhos, não? Não quaisquer sonhos, seria a Terra dos sonhos loucos, mas são os sonhos de uma vida inteira. Sim, aquela Terra onde, alguns sempre fazem questão de nos afastar, mas que é nosso dever chegar até ela. E como você mesmo disse, é preciso coragem para isso, e além de coragem fé, em o que quer que seja, na Terra do Nunca, do Sonho etc. Pois se tal coisa não existir como poderemos "pegar a estrada" até ela? Então antes de mais nada precisamos acreditar. Pronto? Agora é bola para frente que a vida é curta demais para quem não busca, corre e luta pelos seus sonhos. Ou pode ser longa para nos mostrarmos o que o nosso medo causou. Anyway...

Próxima parada Terra da Esperança!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...